Blog

dor no joelhoA partir do momento em que colocamos muita carga sobre os joelhos por meio de atividade física ou do sobrepeso, aparecem os problemas. O joelho é composto pelo osso da coxa (fêmur), que tem uma base constituída de duas saliências arredondadas (côndilos), assentados na parte superior e relativamente plana da tíbia. A patela é um osso pequeno e arredondado que fica sobre o sulco vertical entre os côndilos e dá força à articulação.

A dor no joelho geralmente desaparece após o tratamento, mas se o paciente estiver acima do peso ou apresentar desalinhamentos no membro inferior, pode trazer maiores riscos de recidiva. Ela pode ser causada por inúmeros problemas: artrite, artrose, bursites, tendinites, luxação patelar, lesões meniscais ou ligamentares no joelho, rompimento da cartilagem, desgaste, distensão, infecção articular, síndrome da banda iliotibial, entre outros.

Na maioria dos casos, o tratamento é conservador, sem cirurgia, e envolve atividade física e acompanhamento de um fisioterapeuta e médico. O tratamento fisioterapêutico pode ser um aliado para avaliar a dor, melhora da força, equilíbrio e coordenação, já que o especialista irá trabalhar com os movimentos necessários para recuperar o joelho.

Cuidados especiais:

. Só use calçados baixos e que possuam um bom sistema de amortecimento;

. Tente não ficar de pé por muito tempo;

. Coloque um travesseiro entre os joelhos ao dormir;

. Procure fortalecer os músculos dos joelhos e quadris com exercícios físicos orientados;

. Faça aquecimento antes de se exercitar;

. Se houver inchaço, levante ao máximo o joelho e use compressas de gelo;

. Se houver inflamação, aplique gelo três a quatro vezes ao dia;

. Procure estar sempre no seu peso ideal;

. Evite atividades que possam agravar a dor no joelho;

Fonte: Instituto Trata

Acesso ao Clube